Você está aqui: Entrada Notícias Notícias em rodapé Barcelos vai ter Museu do Design Português

Barcelos vai ter Museu do Design Português

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 16 de novembro, o acordo de colaboração com o colecionador Paulo Parra, cujo acervo integra um património único no design português, para o depósito da sua coleção privada, por onze anos, na Casa Conde de Vilas Boas, edifício que será recuperado e adaptado para a criação do Museu do Design Português.

Ontem, 19 de novembro, o Presidente da Câmara Municipal, Miguel Costa Gomes, e o proprietário da coleção, Paulo Parra, assinaram o respetivo protocolo nos Paços do Concelho.

A “Coleção Paulo Parra” conta com cerca de 500 peças que constituem produtos de referência de empresas de enorme importância histórica, como a Vista Alegre, Electrocerâmica, Porcelanas de Coimbra, Bordalo Pinheiro, Oliva, Hipólito, TAP, entre muitas outras empresas nacionais.

Trata-se de um património artístico único na história do design, inovação e tecnologia portuguesas, pelo que o seu valor, embora difícil de quantificar, dado não existirem referências nacionais ou internacionais, que possibilitem uma comparação, pela sua qualidade única, se estima em valor nunca inferior a um milhão de euros.

O valor das prestações anuais será nos primeiros dois anos de 15 mil euros e nos anos seguintes de 35 mil euros.

Desta forma, o Município dá um importante contributo para um maior conhecimento do estudo do design português, proporcionando e privilegiando uma forte relação com a Escola Superior de Design do IPCA, à qual cedeu um emblemático edifício: a Escola Gonçalo Pereira.

É, portanto, de grande interesse para Barcelos, no âmbito de Cidade Criativa da UNESCO e Cidade Educadora, acolher um património como o da Coleção Paulo Parra, como notam os pareceres de Luís Braga da Cruz, ex-Ministro da Economia, ex-presidente da CCDR-Norte e professor catedrático convidado da Faculdade de Engenharia da Faculdade do Porto, e de Paula Tavares, Diretora da Escola Superior de Design do IPCA.

“Concluo que esta iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos me parece muito oportuna e útil, não só para o seu concelho como para o desenvolvimento social, cultural e económico da Região Norte e do País”, defende Braga da Cruz.

Por seu turno, Paula Tavares considera que, para a Escola Superior de Design do IPCA, é “uma mais-valia esse acervo habitar em Barcelos”, porque possibilitará “sinergias e um conhecimento aprofundado, por parte da comunidade barcelense, da vitalidade e importância do design para a indústria contemporânea”.

Paulo Parra tem uma carreira multifacetada como designer, professor e colecionador. Com trabalhos nas áreas de Design de Produto, Transportes e Arquitetura, Design de Exposições, Design de Comunicação e Interfaces e Design Estratégico, desenvolveu ainda atividades como curador, museologista, pesquisador e conferencista.

classificado em: