Você está aqui: Entrada Notícias Arquivo de Notícias 2016 Julho Tapeçaria contemporânea de Sónia Aniceto exposta na Biblioteca Municipal

Tapeçaria contemporânea de Sónia Aniceto exposta na Biblioteca Municipal

A Sala de Exposições da Biblioteca Municipal recebe a exposição “Entre-Tecidos”, de Sónia Aniceto, que inaugura no próximo dia 9 de julho, às 18h30. Além da inauguração, será apresentado por Ana Teresa Peixinho (FLUP) o livro homónimo com poemas de Paulo Pego, uma publicação patrocinada pelo município, às 17h00, no Largo da Porta Nova, no âmbito da 34ª edição da Feira do Livro.

 

O trabalho da artista plástica, formada em tapeçaria contemporânea pela Académie Royale des Beaux-arts de Bruxelles, congrega a textura dos tecidos e as pinceladas dos desenhos para construir um imaginário muito íntimo, adotando uma linguagem confidencial. A exposição poderá ser visitada até 19 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00.
Sobre a obra da artista, interpreta Joaquim Pinto da Silva: “Entre um bucolismo transfigurado pela presença humana (construções mais ou menos verosímeis) na série “Pastor”, e o seu prolongamento em “Paisagens”, e um regresso à infância, em “Super-Heróis”, cruzam-se figuras e rostos estranhos, mas não horrendos, embora “Monstros”, em lúdicas composições de notória independência e originalidade.”
Sónia Aniceto
Nascida em Lisboa, em 1976, vive e trabalha em Bruxelas.
Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, beneficiou duma Bolsa Erasmus no ano 2000, para estudar na Academia de Belas Artes de Bruxelas, no atelier de Tapeçaria contemporânea. Em 2001 foi artista residente do Centro Cultural Depianofabriek. Frequentou os seminários da pós-graduação em teoria de Arte da Academia de Belas Artes de Bruxelas.
De 2001 a 2006 trabalhou nos ateliers de cenografia de Ópera Real La Monnaie onde contatou com grandes nomes da cenografia internacional, sem nunca deixar de simultaneamente, preparar várias exposições em Bruxelas e Lisboa. Frequentou o DEA interuniversitário em Arte Atual da ULB (Universidade Livre de Bruxelas).
Em 2005 obteve a Agregação oficial para exercer no ensino das artes plásticas. Para além do ensino artístico, Sónia Aniceto é regularmente artista convidada de Museus para animar ateliers e realizar projetos de artes plásticas nas escolas de Bruxelas.
Em 2007 recebe a nomeação para os Prémios Talento na categoria das Artes Visuais (Prémio atribuído pelo Ministério de Negócios Estrangeiros de Portugal). Nominação prémio Hamesse 2011, Bruxelas. Seleção Canvas/RTBF collectie 2012 – Bozar, Palais des Beaux Arts de Bruxelles. Seleção Contextile 2012 – Mostra Internacional de arte têxtil contemporânea. Guimarâes. Seleção Scythia 2013 – Exposição Internacional de arte têxtil contemporânea na Ucrânia. Prémio «técnica e originalidade» ART – Spanner 2014 – Mostra internacional de arte têxtil contemporânea, em Essen, Alemanha.
.
Paulo Pego nasce em 1967, em Barcelos. É Doutor em Direito, Professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Jurista-Linguista do Concelho da União Europeia, em Bruxelas. Publicou vários livros e artigos jurídicos. É autor dos livros de poesia À Senoite (2009), A Lógica dos Corais (2013), Le Sel (2013), Livro das Pedras (2014) – publicados pelo Orfeu (Bruxelas) -, Poesia (2014) – Em Forma (2014) – Anome Livros (Belo Horizonte) -, Viagem (2015) – Editora Licorne (Évora) – e Vida sem Demão (2015) – Editora Labirinto (Fafe). Traduziu para português poemas de Ada Christen e de Francisca Stoecklin.

O trabalho da artista plástica, formada em tapeçaria contemporânea pela Académie Royale des Beaux-arts de Bruxelles, congrega a textura dos tecidos e as pinceladas dos desenhos para construir um imaginário muito íntimo, adotando uma linguagem confidencial. A exposição poderá ser visitada até 19 de agosto, de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 18h00.

Sobre a obra da artista, interpreta Joaquim Pinto da Silva: “Entre um bucolismo transfigurado pela presença humana (construções mais ou menos verosímeis) na série “Pastor”, e o seu prolongamento em “Paisagens”, e um regresso à infância, em “Super-Heróis”, cruzam-se figuras e rostos estranhos, mas não horrendos, embora “Monstros”, em lúdicas composições de notória independência e originalidade.”

 

Sónia Aniceto

Nascida em Lisboa, em 1976, vive e trabalha em Bruxelas.Licenciada em Pintura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, beneficiou duma Bolsa Erasmus no ano 2000, para estudar na Academia de Belas Artes de Bruxelas, no atelier de Tapeçaria contemporânea. Em 2001 foi artista residente do Centro Cultural Depianofabriek. Frequentou os seminários da pós-graduação em teoria de Arte da Academia de Belas Artes de Bruxelas.

De 2001 a 2006 trabalhou nos ateliers de cenografia de Ópera Real La Monnaie onde contatou com grandes nomes da cenografia internacional, sem nunca deixar de simultaneamente, preparar várias exposições em Bruxelas e Lisboa. Frequentou o DEA interuniversitário em Arte Atual da ULB (Universidade Livre de Bruxelas).

Em 2005 obteve a Agregação oficial para exercer no ensino das artes plásticas. Para além do ensino artístico, Sónia Aniceto é regularmente artista convidada de Museus para animar ateliers e realizar projetos de artes plásticas nas escolas de Bruxelas.

Em 2007 recebe a nomeação para os Prémios Talento na categoria das Artes Visuais (Prémio atribuído pelo Ministério de Negócios Estrangeiros de Portugal). Nominação prémio Hamesse 2011, Bruxelas. Seleção Canvas/RTBF collectie 2012 – Bozar, Palais des Beaux Arts de Bruxelles. Seleção Contextile 2012 – Mostra Internacional de arte têxtil contemporânea. Guimarâes. Seleção Scythia 2013 – Exposição Internacional de arte têxtil contemporânea na Ucrânia. Prémio «técnica e originalidade» ART – Spanner 2014 – Mostra internacional de arte têxtil contemporânea, em Essen, Alemanha.


Paulo Pego nasce em 1967, em Barcelos. É Doutor em Direito, Professor da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e Jurista-Linguista do Concelho da União Europeia, em Bruxelas. Publicou vários livros e artigos jurídicos. É autor dos livros de poesia À Senoite (2009), A Lógica dos Corais (2013), Le Sel (2013), Livro das Pedras (2014) – publicados pelo Orfeu (Bruxelas) -, Poesia (2014) – Em Forma (2014) – Anome Livros (Belo Horizonte) -, Viagem (2015) – Editora Licorne (Évora) – e Vida sem Demão (2015) – Editora Labirinto (Fafe). Traduziu para português poemas de Ada Christen e de Francisca Stoecklin.

 

 

classificado em: